Carta de Moacyr Mallemont

Moacyr Mallemont Rebello Filho é o Monitor Eterno da Patrulha Jaguatirica. Uma mística que a Patrulha resolveu adotar em homenagem a esse personagem histórico, falecido em dezembro de 2007.

Ele era Professor de História e foi um dos fundadores da Patrulha. Como Escoteiro, conseguiu escalar uma das faces difíceis da Pedra da Gávea, que foi nomeada como Paredão Baden-Powell. Talvez ele desconhecesse que existe uma montanha com o nome do Fundador do Escotismo, na Cordilheira do Himalaia, com 5.825 metros de altura, sendo uma das duas montanhas com nomes de estrangeiros no Teto do Mundo — a outra montanha homenageia George Everest, sendo o monte de maior altitude do globo.

Sim, há outro Monte Baden-Powell na Califórnia, esse com 2.867 metros de altura.

Moacyr Mallemont foi Diretor de Curso Básico e dirigiu o primeiro Curso no Campo-Escola Geraldo Hugo Nunes, atualmente entre os municípios de Magé e Guapimirim, no estado do Rio de Janeiro. Fez seu Curso Avançado, na época chamado de C.I.M., em Gilwell Park, donde tirou muitas histórias interessantes com excelentes narrativas. Era sobrinho de Godofredo Vidal, um dos fundadores do Escotismo do Ar.

Dentre seus fabulosos textos, descobrimos um que publicaremos em série, sobre a história do Escotismo Católico. Mas, antes, faremos “sua apresentação pessoal”, traduzido por essa carta que ele enviou a toda Patrulha. Leiam e conheçam mais tal histórico personagem. Como o texto original tinha referências a outros assuntos tratados nas trocas de correspondências, fizemos algumas pequenas adaptações para dar coerência, melhor compreensão e maior fluidez aos nossos leitores.

Boa leitura!

============================================================

Companheiros,

Nasci na Clínica São Salvador em Botafogo. Morei até os oito anos de idade na Rua 19 de Fevereiro (data da queda da Fortaleza de Humaitá, transposta apenas a 19 de fevereiro de 1868 na Guerra do Paraguai), em Botafogo.

Passei a minha infância e adolescência na casa da minha amada Avó na Rua Thereza Guimarães (paralela à Rua 19 de Fevereiro) e, estudei na Colégio Andrews à Praia de Botafogo, 308.

E, com muito orgulho fui Escoteiro da Pátria nº 42 da UEB na Associação de Escoteiros Católicos de São João Baptista da Lagôa (com circunflexo no “o”).

Conheci bem o bairro, sua história e até os porões da Igreja Matriz de São João Baptista, na Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo. O bairro de Botafogo foi urbanizado na época da Guerra do Paraguai como caminho natural às praias da zona sul do Rio de Janeiro. Mas sou “Fluminense”, palavra que precede etimologicamente à de “Botafogo”.

O livro “Um pouco de História”, de Ortigão Sampaio Júnior – único no Brasil, conta a História do Escotismo Católico no Brasil de 1917 até 1932. Tem algumas fotografias muito nítidas.

O período posterior até 1959, narrarei eu mesmo, com base em relatos e histórias.

Vou editá-lo aos poucos com comentários, e enviarei as atualizações para quem desejar recebê-las.

Sempre Alerta !

Moacyr

Moacyr Mallemon

[A seguir: O Catolicismo na Inglaterra]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s